quinta-feira, 28 de abril de 2011

CHEFE DA GCM BOM CONSELHO ENTREGA O CARGO


José Ilton Beserra - atual Chefe GCM Bom Conselho


A AGMBC-PE, foi informada  extra-ofialmente nesta quinta-feira (28), do afastamento do atual Chefe da Guarda de Bom Conselho, o companheiro José Ilton, que foi procurado pela Diretoria da Associação e confirmou o seu pedido de afastamento. O departamento de comunicação (DECOM-AGMBC-PE), conseguiu entrevista exclusiva com o Chefe, que nos recebeu em sua residência, e expressou os motivos que o levaram à saida do cargo.

DECOM - Qual foi o motivo que o levou a pedir o afastamento da função?
Chefe GCM - Foi uma decisão pessoal, e transcorreu de forma tranquila, por ambas as partes, procurei a Secretária de Administração, nesta manhã, informei a minha decisão e ela aceitou, pediu ainda que procurasse a prefeita para oficializar o fato, pois, como se trata de um cargo de confiança, se faz necessário seguir o protocolo. Eu estou de férias, e durante este período, fiz uma reflexão da minha atuação e optei pela decisão de, retornando das férias, voltar às minhas atividades normais (de Guarda Municipal). "Sou servidor público, e tenho muito orgulho disso, sempre procurei fazer o melhor, não fiz concurso para Chefe, fiz para Vigilante."

DECOM - Como você considera a sua atuação durante este período de quase dois anos e meio à frente da equipe?
Chefe GCM - Não podemos negar as dificuldades que encontramos para poder exercer nossas atividades de forma mais efetiva, quando recebemos a Chefia, em janeiro de 2009, tudo que encontrei foi uma pequena sala (no prédio da prefeitura) com um birô e um papel escrito à mão, com a relação do pessoal e seus respectivos setores. Imediatamente entreguei um relatório ao secretário de administração daquela época, informando a realidade do setor. Durante o tempo em que estive à frente da equipe sempre reivindiquei melhores condições para podermos atuar dentro dos padrões exigidos pela SENASP-MJ, conseguimos um pequeno avanço quando o Dr. Paulo Lôbo (in memorian), Secretário de Planejamento, conseguiu a verba de reestruturação da Guarda, no valor de R$ 395.800,00, quando acreditamos que poderíamos a partir daí, formar a Guarda que sempre desejamos, só que o processo burocrático me decepcionou muito, e não consegui realizar o que esperava, quero destacar ainda, o trabalho do Dr. José Arnaldo Amaral, que durante o pouco tempo na Secretaria de Administração, foi um grande exemplo. A função de Chefe é muito restrita, não existe dotação orçamentária anual para a guarda, pois esta é vinculada à Secretaria de Administração, o único papel do Chefe é o de pedir. Falta estrutura para que possamos realizar nossos trabalhos, como uma viatura, computador, um local adequado para receber os colegas, não culpo a administração atual, pois, desde a criação da Guarda, em novembro de 2004, nunca houve investimento direto. Acredito que só quando se criar uma Secretaria Municipal de Segurança Pública, a exemplo de outras cidades daqui mesmo de nossa região, como Águas Belas e Garanhuns é que veremos um avanço real na GCM-BC, e espero que esta gestão, da qual faço parte, possa realizar este projeto.

DECOM - Soubemos que um dos fatores que motivou a sua saída foi o corte da gratificação complementar nos seus vencimentos?
Chefe GCM - Como falei antes, o motivo foi pessoal, mas realmente, o salário em algumas funções desistimulam, devido à complexidade das tarefas e o tempo que a gente disponibiliza ao setor, acredito que alguns cargos deviam ser melhor remunerados.

DECOM - O que você tem a dizer a equipe de trabalho, agora, fora do cargo de chefia?
Chefe GCM - Eu acredito que as duas coisas mais importantes da nossa vida são: a família e o trabalho, uma depende da outra e deve caminhar em harmonia. A maioria dos membros é composta de pessoas sérias, que levam seu trabalho à sério, as excessões existem em todo lugar e sempre vai ser assim. Agradeço a todos os colegas pelo tempo que estive à frente da equipe, pelo apoio, a colaboração e a amizade de todos, peço desculpas pelas minhas limitações e espero que, quem for indicado para assumir o cargo possa relizar o que não conseguimos e, principalmente, buscar resolver as coisas através do diálogo e do consenso, principalmente agora, que a categoria está mais unida e forte, através da AGMBC-PE.

DECOM - Temos passado por algumas dificuldades visíveis, como a falta de fardamento, pagamento das  horas-extras pelos serviços adicionais, que eram pequenos avanços da gestão anterior e que não foram mantidas. Essa pressão forçou a sua decisão de entregar o cargo?
Chefe GCM - Sou servidor efetivo, e qualquer decisão contrária aos nossos interesses não me deixa satisfeito, porém, enquanto estive na função, nunca esqueci minha real condição de servidor, por isso não me atrelei a benefícios ou favorecimento pessoal, por que sei que o cargo, a gestão, tudo vai passar um dia, por isso sempre busquei e continuarei lutando para que nossas reivindicações se tornem Lei, para que não seja usada como arma de favorecimento, onde frequentemente poucos ganham e a maioria perde, como acontecia com a questão de horas extras. Eu mesmo, na gestão anterior, chegei a ganhar mais do ganhava atualmente como Chefe, só que a nossa luta deve ser pela criação de um Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos, pela Secretaria de Segurança Municipal, pelo reconhecimento de modo geral, onde nossos direitos vão prevalecer, independente de quem sejam nossos futuros chefes e nossos gestores.

DECOM - Você faz parte da Diretoria da Associação, isso atrapalhou ou ajudou no seu trabalho? E agora?
Chefe GCM - Desde 2004 faço parte do movimento sindical, como membro da Direção do SINTESB e estive à frente da categoria em vários momentos. Nunca neguei estes princípios e nunca vou negar, e a gestão atual sempre soube e nunca interferiu, pelo contrário, à frente da função, buscamos favorecer o diálogo e a participação de todos nas decisões tomadas. Espero que estes princípios continuem sendo mantidos. Quando fui convidado  para assumir uma função na direção executiva da Associação, como Diretor de Assuntos Jurídicos, só serviu para reforçar o reconhecimento dos colegas que me confiaram o pleito, apesar de estar assumindo um cargo comissionado, e isso fortaleceu o vinculo de união entre a equipe.

DECOM - A AGMBC-PE agradece o seu trabalho e esperamos continuar juntos, pela luta da categoria. Suas considerações finais?
Chefe GCM - Eu agradeço a amizade, o apoio e a colaboração de todos, "co-mandantes e co-mandados", e continuarei, dentro das minhas limitações, colaborando com a equipe, e buscando ajudar quando possível, para fortalecer a união da categoria e a realização dos nossos objetivos, pelo bem de todos. Muito obrigado.


CRIMINALIDADE ASSUSTA POPULAÇÃO BONCONSELHENSE

 

Dr. Elcimar - Del. de Bom Conselho
 
O delegado de Bom Conselho, Dr. Elcimar Fraga, anda com agenda lotada de serviços devido a quantidade de crimes que aconteceram nos últimos dias na Terra de Papacaça. Vejamos:

CASO LATROCINIO: O delegado ouviu na manhã de ontem o senhor Luciano que testemunhou a morte do vaqueiro José Erivaldo que residia no Sitio Feijão. Ficou constatado um latrocínio (roubo acompanhado de morte), resta agora a policia civil tentar localizar a moto e quem sabe os assaltantes. As delegacias das cidades vizinhas já foram informadas do latrocínio e dados sobre a moto CG Honda 150 que foi levada pelos os bandidos.
CASO MOTO-TAXISTA: A polícia civil de Bom Conselho deverá ouvir no dia de hoje, familiares e colegas de trabalho do moto-taxista José Célio que foi assassinado no inicio da noite de ontem. A polícia já tem algumas linhas de investigação e não descarta a possibilidade de tentativa de assalto, até por que o celular e a carteira contendo dinheiro e documentos não foram encontrados com a vitima. O delegado já sabe que às 18h desta quarta-feira o moto-taxista ainda se encontrava no ponto de trabalho na Praça João Pessoa e quando saiu do lugar que fazia o serviço de moto-taxista, informou aos colegas que estava indo para casa, mas por volta das 18:40h foi encontrado morto na estrada que dá acesso ao Povoado de Barra do Brejo, distante um pouco da Escola Ceru. O sepultamento de José Célio será na tarde de hoje. O corpo está sendo velado na Rua Otávio Correia.


sábado, 23 de abril de 2011

Moçao de apoio ao Companheiro Carlos Alberto


VEREADOR CARLOS ALBERTO PEREIRA


A AGMBC-PE, se solidariza ao nosso amigo e companheiro de luta, Vereador Carlos Alberto Pereira, pela agressão sofrida, entendemos que atos desta natureza vão de encontro aos valores sociais e democráticos e repudiamos todo tipo de vilolencia contra os nossos concidadãos, nós que formamos a GM Bom Conselho - PE, juntamente com toda a população bomconselhense, estamos rezando por sua melhora e aguardando que seja feita a devida justiça e os verdadeiros responsáveis possam pagar por este crime.
Volte logo, Vereador Carlos Alberto, para que possamos seguir com nossa luta.





COMO TORNAR-SE UM PREFEITO MEDÍOCRE - 10 PASSOS



1º PASSO - SER O PREFEITO QUE NÃO COMANDA

Ele tem como única preocupação o usufruto das regalias do cargo, desempenhando com maestria os simbolismos da função, mas sendo incapaz de fazer sentir a sua liderança (se é que tem) tanto quanto é incompetente para conquistar o respeito voluntário de seus servidores.

2º PASSO - NÃO SER EXEMPLO DE LIDERANÇA

Aquele prefeito que nenhum outro colaborador em níveis hierárquicos subordinados gostaria de seguir os passos.É aquele que:- Acha que o problema são os outros.- Não exerce influência sobre os demais.- Não sabe quando assumir a responsabilidade.- Falha seriamente com a mídia.- Sempre obedece, mesmo quando raramente discorda.

3º PASSO - NÃO SABER OUVIR

Ouvir é o instrumento básico do relacionamento humano.Ouvir para conhecer.Ouvir para prestigiar.Ouvir para incentivar.Ouvir para amadurecer.Ouvir para decidir.Conhecer o subordinado; prestigiá-lo como pessoa; incentivá-lo à participação.Amadurecer para decidir.Decidir para comandar!"O gestor que não sabe ouvir é o mesmo que:- Não sabe ver a sua Corporação pelos olhos de sua equipe.- Nomeia as pessoas certas para as funções erradas.- Não sabe usar o poder mágico das palavras.

4º PASSO - NÃO TER UM OBJETIVO E UM SENTIDO PARA O SEU COMANDO.

Um prefeito precisa articular uma meta comum que inspire a sua equipe a se empenhar em conjunto. Além de ser capaz de angariar o apoio coletivo.Para ser medíocre, também:- Não consiga estimular a sua tropa.- Não se empenhe para desbloquear os canais obstruídos.- Não saiba tirar disciplina da liberdade concedida.

5º PASSO - CRIAR UM CLIMA DE DESCONFIANÇA

Esta condição gera uma disputa interna por cargos e funções. Não há confiança e respeito entre os graduados integrantes da estrutura administrativa superior. Os atritos são constantes e geram fofocas e incidentes de assédio moral. Este gestor é aquele que:- Não aceita que até mesmo a pior falha pode ser superada.- Trata mal o portador das más notícias e com medalhas os bajuladores.- É incapaz de proteger a sua equipe contra os graduados lunáticos.- Não quer ser o melhor, pois teme as responsabilidades decorrentes.



6º PASSO - BUSCAR ELOGIOS E NÃO RESULTADOS

Estes gestores estão preocupados simplesmente em livrar as suas peles e manter as suas regalias pelo maior tempo possível.Este comandante:- Não ajuda a derrubar barreiras.- Não aceita a opinião de seus colabolradores.- É autoritário.- Não aceita erros, mesmo que estes ocorram com a intenção de fazer o certo.- Acredita que as boas idéias só podem surgir na cabeça de Secretários, Coronéis ou qualquer outros que tenham poder de mudar a sua medíocre situação funcional.- Não desafia a sua tropa para superar os limites.

7º PASSO - NÃO ASSUMIR RISCOS CALCULADOS

Não compreende que atualmente as Corporações devem, para permanecerem vivas e fortes, elogiar e promover aqueles que correm riscos, mesmo que fracassem de vez em quando. Aqueles que nunca erraram nunca fizeram nada para melhorar a Corporação.Estes gestores também:- Preferem as pessoas que seguem o padrão do que aquelas que pensam por si mesmas.- Não dão oportunidades aos profissionais promissores.- Têm medo de quebrar as regras que não fazem sentido.



8º PASSO - NÃO PREPARAR O SEU PESSOAL

Estes gestores menosprezam os treinamentos, pois querem simplesmente ver o pessoal em postos de serviço para dar uma satisfação aos políticos. Acham os cursos, estágios, treinamentos e outros, dispensáveis e de menor importância. Quando o FUNCIONÁRIO erra por falta de conhecimentos técnicos, este tipo de gestor quer crucificá-lo.



9º PASSO - ESTIMULE A DESUNIÃO

O Prefeito que não é justo no estabelecimento de punições ou, pior ainda, na concessão de prêmios e condecorações, beneficiando preferencialmente aqueles indicados politicamente ou que se estruturam pela bajulação, em detrimento dos que realmente estão correndo os riscos da atividade funcional, gera um clima de descontentamento e desunião no seio da equipe.



10º PASSO - NÃO SE PREOCUPE COM A QUALIDADE DE VIDA DE SUA EQUIPE

Os gestores que não têm a menor preocupação com as condições de moradia, saúde, educação, lazer e salarial de seus servidores, não se preocupando com fatores importantes como: escala de serviço, ambiente de trabalho adequado, assistência médica, promoções, acompanhamento psicológico, assistência jurídica, etc; são os verdadeiros gestores medíocres.
 
OBS: Se você não se considera um GESTOR MEDÍOCRE, não se preocupe, este alerta não é pra VOCÊ!!!  

quarta-feira, 20 de abril de 2011

PRESTE BEM ATENÇÃO! "QUEM É QUE MANDA NO HMAD?"

Caros amigos leitores deste blog, para que possam entender o título desta notícia, vamos relatar brevemente o que anda acontecendo com os Guardas Municipais que atuam no hospital de Bom Conselho, no dia 24 de março, aconteceu uma reunião com membros da Diretoria da AGMBC-PE, a Secretária de Saúde do Município e a Diretora do Hospital, onde ficaram determinadas algumas mudanças, que deveriam, a princípio, melhorar a questão da segurança e o próprio atendimento da população naquele setor, dentre as mudanças, ficou acertado que os dois guardas noturnos ficariam juntos, na emergência hospitalar, percorrendo o setor e dando suporte a maternidade, quando solicitados; foi acertado ainda, que os servidores continuariam auxiliando no serviço de triagem e recepção noturna, telefone, maqueiro, entre tantos outros, desde que  a administração municipal, retornasse o pagamento de gratificação (quarenta horas complementares) pelo exercicio destas atribuições, até a implantação total da Guarda Municipal. Nós cumprimos a nossa parte, já a prefeitura... o que você acha? mais uma vez deixou de cumprir com o que prometeu, e ainda tem mais, você acha que a importância de R$ 136,25 para a prefeitura é muita coisa? vamos responder na bucha, não, mas para um servidor assalariado faz muita diferença, só que a história não acaba aqui. como em um jogo de futebol, nos quarenta e cinco do segundo tempo, soubemos que após uma reunião paralela com uma vereadora e uma médica, depois de ouvir parteiras solitárias, foi desfeito o acordo e um dos guardas teve que voltar para a maternidade, deixando descoberto o setor mais crítico do complexo hospitalar, que é a emergência. Soubemos ainda que a referida vereadora anda reclamando que os "servidores da segurança" não sabem manusear o gerador de energia do hospital, afinal de contas, somos guardas ou eletricistas? auxilares de manutenção? é preciso deixar claro que o acordo que foi firmado na reunião acima citada, foi com as duas representantes administrativas da saúde municipal, como é que agora vem uma vereadora e uma médica vem dar as ordens no setor... mais uma vez nos perguntamos, quem é que manda afinal? a vereadora-enfermeira? a médica-ditadora? a Secretária de direito ou a Diretora de fato? fica a pargunta, nos parece  que falta um bobo nessa côrte, e querem insistentemente dar a vaga pro guarda...

sábado, 9 de abril de 2011

OBRIGADO PELOS PRIMEIROS 1000 ACESSOS!!!

Criado no dia 16 de fevereiro de 2010, o blog da  AGMBC-PE, tinha como objetivo principal, levar  ao conhecimento dos nossos leitores, todas as ações da categoria no processo de regulamentação da Guarda Municipal de Bom Conselho. logo em seguida resolvemos acompanhar outros blogs da nossa amada terra de papacaça e divulgar também notícias de nossa cidade, além de divulgar outras guarda municipais, como os nossos parceiros da GM de São Miguel dos Campos - AL, e outros amigos que fomos conhecendo ao longo do caminho, pois somos todos uma só família formando esta grande marcha azul marinho pelo Brasil afora. Por isso queremos agradecer os primeiros 1000 acessos dos nossos leitores, nestes dois meses de criação, pode não parecer muito diante daqueles que exibem grande quantidade (às vezes fictícias) de acessos, mas, pra nós faz toda a diferença, saber que você, amigo leitor, nosso parceiro, está acompanhando não somente a nossa luta, mas a luta de tantos irmãos GM's, que todos os dias dedicam suas próprias vidas, em defesa do nosso amado povo brasileiro. NOSSO MUITO OBRIGADO!!!

terça-feira, 5 de abril de 2011

MAIS UMA VITÓRIA DA AGMBC-PE

Hoje a AGMBC-PE conseguiu mais uma conquista, provando que a união ainda é a melhor arm a, em busca dos objetivos comuns. Para que nossos leitores entendam, às 11:00 horas da manhã de hoje, a Secretária de Administração do município, Senhora Giselma Carvalho, lançou a circular 003/2011, convocando todos os Servidores da área de segurança do município para comparecerem no prazo de oito dias úteis, a partir deste a data, na referida Secretaria, que funciona no prédio da Prefeitura de Bom Conselho, a fim de efetuar a mudança da função, de vigilante, para GUARDA MUNICIPAL,conforme a Lei 1.491/2010, munidos de documentação abaixo relacionada, de acordo com o art. 2º, da referida Lei (segue abaixo, o documento oficial de convocação).
Acreditamos que este é o primeiro passo da efetiva criação da Guarda Municipal de Bom Conselho, pois, desde a data de aprovação da lei acima citada, em 19 de novembro de 2010, iniciamos a luta da categoria pela mudança da função. Agora falta pouco para a população bomconselhense poder contar com a atuação da guarda, auxiliando na segurança do nosso povo, que é o maior patrimônio da nossa terra.

clique na imagem para visualisar o documento